quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Indo embora!

EU...SELF ZEN:“ alguns falam desmedidamente, e ante meu silêncio crêem que me conveceram, alguns mentem descaradamente, e ante meu silêncio, crêem que acreditei, alguns provocam-me para a guerra, e acabam sozinhos no campo de batalha, alguns que não se mexem de suas cadeiras pensam que tenho uma vida muito agitada, alguns fazem de minha vida o passatempo preferido para o seu tédio, alguns tentam tornar a minha vida difícil, colocando obstáculos ou gerando intrigas, sei que existem esse alguns, mas não sei quem são, estou olhando pra frente, não tenho tempo para olhar para traz. se alguém pensou que usaria minha vida para salvar a sua, que sou manipulável por que não discuto, que podem me arrastar por que sou gentil, que podem me enganar por que não duvido, são tolos! tentar me enganar é inútil e desnecessário!”

4 comentários:

Cleyton disse...

Gostei daqui. Bons textos. =D

Edevar disse...

Se todos somos ONIPRESENTES me esplique IR EMBORA

Ainda há esperança disse...

mas e naum eh hehe

Rose disse...

Emer, que texto interessante! Você tem uma forma única de expressar suas palavras, poucas, mas que nos induz a reflexão. Essa é uma das principais funções de um texto. Parabéns!